Audiência na AL discute políticas públicas em favor da juventude

Representantes do governo, das policias civil e militar e da sociedade civil participaram da audiência pública

Audiência na AL discute políticas públicas em favor da juventude

O deputado Valdir Barranco presidiu nesta segunda-feira (12) uma audiência pública na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) para falar de políticas preventivas em educação e segurança para jovens. O encontro, que aconteceu no auditório Milton Figueiredo, reuniu representantes da Secretaria de Estado de Educação, das polícias Civil e Militar, Ministério Público, OAB e outros representantes da sociedade civil organizada. A proposta era encontrar saídas para evitar que a juventude se envolva em crimes, tenha acesso às drogas e, em muitos casos, até mesmo ao tráfico.

Essa foi a primeira audiência requerida por Valdir Barranco. “Precisamos ouvir a sociedade e cobrar do poder público investimentos em políticas preventivas. Cabe ao Estado oferecer educação, esporte, lazer, acesso à cultura e informação para que os jovens tenham alternativas. À família, cabe o diálogo, o ensino de valores, o apoio moral, efetivação do respeito e o amor. Quando o governo não faz seu papel, estes jovens são adotados pelo mundo do crime, que age com mais competência”.

Representantes da Polícia Civil apresentaram dados referentes aos projetos "De Cara Limpa Contra as Drogas", "De Bem com a Vida" e "Rede Digital pela Paz" desenvolvidos pela instituição em Mato Grosso. Em 2016, os projetos, que têm como objetivo prevenir o uso de drogas, combater o tráfico, a violência e a criminalidade dentro das escolas e ainda controlar o consumo e venda irregular de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, atendeu cerca de 150 mil jovens, a um custo de R$ 2,2 milhões. Para Ademar Torres de Almeida, coordenador do projeto, “o investimento é pequeno: apenas R$ 14,66 por jovem”.

“Estudos mostram que para cada real gasto com prevenção, pelo menos R$ 10,00 são economizados pelo Estado com saúde, programas sociais e repressão a crimes. Está claro que é muito mais barato do que recuperar jovens infratores ou vítimas do consumo de drogas. Mesmo assim, a previsão é que para este ano sejam investidos apenas R$ 5 mil para o projeto "De Bem com a Vida" e "Rede Digital pela Paz"”, lamentou Ademar de Almeida. “A sociedade está muito mais engajada do que os entes governamentais. Falta tratar o jovem como prioridade. O que são R$ 5 mil reais para um governo que estima arrecadar R$ 19 bilhões este ano?”, questionou Valdir Barranco.

O presidente da Associação Matogrossense de Estudantes Secundaristas (AME), Juarez França, cobrou do governo a criação de uma Secretaria Estadual da Juventude e a efetivação do Conselho da Juventude. “Eles falam de futuro, da importância dos jovens, mas esquecem de nos ouvir. O jovem precisa ter voz!”

Um relatório com os resultados desta audiência será entregue ao governo. “Esperamos que este material possa subsidiar o governador Pedro Taques de informações para que o Estado perceba de vez o quanto é mais barato evitar o contato dos nossos jovens com as drogas, com a prática de crimes e todo tipo de violência. As políticas preventivas devem partir do governo em conjunto com a sociedade civil organizada e os órgãos de segurança pública, mas, sobretudo, ouvindo a juventude, que precisa ter garantida sua voz”, concluiu o deputado Valdir Barranco.

Robson Fraga

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Audiência na AL discute políticas públicas em favor da juventude

Enviando Comentário Fechar :/