Em Audiência acalorada, parlamentares apontam que plesbicito seja o caminho para a decisão VLT x BRT

Com Barranco como presidente, Emanuel Pinheiro e Emanuelzinho sonham com o povo decidindo a melhor alternativa

Em Audiência acalorada, parlamentares apontam que plesbicito seja o caminho para a decisão VLT x BRT

Marcos Melo

Presidida pelo Deputado Estadual Valdir Barranco (PT), ocorreu nesta quinta-feira (04), às 14 horas, a Audiência Pública VLT x BRT, no Plenário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Com debates mais calmos e acalorados durante toda sua extensão, a Audiência durou pouco mais de três horas e 30 minutos, com falas de vereadores e vereadores, deputados e deputadas, autoridades, etc.

Barranco abriu a Audiência chamando aqueles que iriam compor a mesa ao seu lado, foram o Prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB), o Vice-Prefeito, Stopa (PV), o Presidente da Assembleia, o Deputado Eduardo Botelho (DEM), o Deputado Federal Emanuelzinho (PTB), o Deputado Estadual Sargento Elizeu Nascimento (DC), e o Presidente da Câmara de Vereadores de Cuiabá, Juca do Guaraná Filho (MDB).

Na sequência, Barranco iniciou os trabalhos passando por um contexto histórico sobre o transporte, desde sua invenção, até os dias de hoje: A era da modernidade.

Na abertura da falas, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho acusou o deputado Barranco de ter sido convidado para participar da audiência apenas de maneira online. “Nos surpreendeu muito a forma arbitrária que está sendo conduzida essa audiência pública. O Governo, em nenhum momento, foi avisado que poderia participar dessa audiência pública de forma híbrida ou presencial como está sendo feita”, afirmou o secretário.

Em sua defesa, Barranco diz que o convite foi enviado à todos e de que essa forma de discussão híbrida, online e presencial, está sempre acontecendo nesses tempos de Pandemia.

“Eu não admito que um Estado que gasta milhões com assessoria de comunicação e mídia não acompanhou as minhas entrevistas. Eu concedi inúmeras entrevistas tratando sobre esse tema e sempre deixei claro que a audiência era híbrida”, afirmou.

O deputado também disse que o convite é enviado pelo cerimonial da casa, e que houve uma mal entendido entre eles. “Essa tarefa de encaminhar o convite não é do deputado, ela faz parte de uma liturgia, de um rito, que casa tem um cerimonial que o faz, portanto, quando alguém reclamou, inclusive o secretário Mauro Carvalho, que disse que recebeu um ofício assinado por mim, isso não tem. O convite é padrão aqui da casa”, concluiu.

Em sua fala, o Deputado Federal Emanuelzinho (PTB) sugeriu a realização de um plebiscito para que a questão seja resolvida, pelo voto direto da população. O parlamentar invocou o artigo 6º da Constituição Estadual, que prevê o plebiscito quando questões intermunicipais precisarem de aprovação popular, por meio do voto.

“É justamente por isso que eu venho hoje aqui, para propor um plebiscito. A Constituição Estadual de Mato Grosso define que, em que grandes obras que mexam na região metropolitana, cabe consulta popular, mas não simplesmente botar uma urna para votar. É necessário que se faça uma campanha sobre quais são os pontos do BRT, quais são os pontos do VLT”, explicou.

Outro que defendeu a realização do plesbicito foi o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), Para ele, a votação, no prazo de 90 dias, é o melhor caminho para definição sobre qual o melhor modal a ser implantado nas duas cidades. Conforme Emanuel, na Constituição Estadual, no Art. 6º, está detalhado que o plebiscito deve ser convocado pela Assembleia, e oito deputados devem assinar a proposta para criação de um referendo.

"Vai poder ter uma campanha na TV, nas mídias virtuais e rádios, por exemplo, cinco minutos pra quem é a favor e contra. Vamos democratizar essa discussão. Também teremos oportunidade de poder esmiuçar, debater a tarifa, onde está dando certo ou errado, manutenção e em que pé está o VLT aqui", disse.

No encerramento, Barranco agradeceu a presença de todos e todas e deixou o encaminhamento para o plesbicito VLT x BRT.

“Quero agradecer a presença de todos e todas. E quero aqui reiterar que fico à espera da Câmara de Vereadores da capital, presidida pelo vereador Juca do Guaraná, pelo convite para discutirmos mais sobre o assunto lá na Câmara. Ouso dizer que nenhuma outra instituição tenha mais legitimidade que as câmaras municipais de Cuiabá e Várzea Grande têm para essa tamanha decisão. E a decisão popular, quem vai fazer ser tomada são as câmaras. Nós queríamos que o debate ocorresse antes da votação, e que a sociedade fosse ouvida mas não foi. Todos os vereadores de Cuiabá e Várzea Grande conhecem cada canto e alcançam cada morador dos dois municípios, é por isso que a decisão tem de passar pelo povo. Essa não é uma decisão do Governador, e sim uma decisão do povo. Deixo aqui o encaminhamento do pedido do Deputado Federal Emanuelzinho, reiterada pelo prefeito Emanuel, em relação à realização do plesbicito para que a população de Cuiabá e Várzea Grande decida sobre o modal VLT ou BRT.Em Audiência acalorada, parlamentares imaginam que um plesbicito seja o caminho para a decisão VLT x BRTEm Audiência acalorada, parlamentares imaginam que um plesbicito seja o caminho para a decisão VLT x BRTEm Audiência acalorada, parlamentares imaginam que um plesbicito seja o caminho para a decisão VLT x BRTEm Audiência acalorada, parlamentares imaginam que um plesbicito seja o caminho para a decisão VLT x BRT

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Em Audiência acalorada, parlamentares apontam que plesbicito seja o caminho para a decisão VLT x BRT

Enviando Comentário Fechar :/