Deputado critica sucessivas trocas de secretários na Saúde estadual

Valdir Barranco disse em plenário que, sem investimentos, a pasta não vai andar

Deputado critica sucessivas trocas de secretários na Saúde estadual

O deputado Valdir Barranco (PT) usou a tribuna no Plenário da Assembleia Legislativa, nessa terça-feira (21), para criticar as sucessivas mudanças no comando da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Em dois anos, quatro secretários assumiram a pasta, mas os problemas na área continuam. Atrasos nos repasses para hospitais regionais e conveniados, salários dos médicos do hospital de Colíder atrasados e falta de vagas nas unidades de saúde são comuns em todo o estado.

“Pra se ter uma ideia do caos, o Hospital São Benedito (em Cuiabá) está há sete meses sem receber repasses do governo. A dívida chega a R$ 17 milhões. Estou falando do hospital que sempre foi usado para o cumprimento de liminares em favor de pacientes críticos. Em Colíder, os médicos ameaçavam greve por atraso de cinco meses de salários. Depois de uma intervenção feita por mim, no início do mês, junto à SES, o governo pagou o mês de janeiro, mas ainda deve os demais. O Hospital de Câncer é outro que não recebe a atenção devida. Uma vergonha”, denuncia. 

Na última segunda-feira (20), o ex-deputado e ex-senador Luiz Soares assumiu a Secretaria de Estado de Saúde. Segundo Barranco, “trata-se de um gestor experiente, já que Soares era até então secretário de Saúde do município de Várzea Grande e já havia administrado a mesma pasta na prefeitura de Cuiabá por seis anos, na gestão Wilson Santos. Ele assumiu o lugar deixado por João Batista Pereira da Silva, que pediu desligamento do governo alegando questões pessoais.

“O ex-secretário pediu pra sair. Trata-se de um homem honrado, digno e que fez de tudo para administrar a pasta, mas que não conseguiu tocar seus projetos como queria, por fazer parte de governo extremamente centralizador da gestão pública e que não cumpre os compromissos assumidos com hospitais e municípios. Se o Estado não dá condições de trabalho ao secretário, inviabiliza qualquer projeto e em qualquer pasta. Desejo ao Luiz Soares sorte. Ele vai precisar. E muito!”

Barranco pediu ao novo secretário “que faça a saúde em Mato Grosso funcionar”. “Hoje, recebi a denúncia de que em São José do Rio Claro pacientes estão voltando pra casa sem atendimento médico porque o hospital não tem condições de funcionar por falta de recursos financeiros. Espero que isso se resolva o quanto antes. Que o hospital de Colíder volte a ser regional. Que hospitais de Alta Floresta e do Araguaia recebam os repasses em atraso. Enfim, que o governador Pedro Taques abra os olhos, enxergue as mazelas da sua administração, e permita ao novo secretário cuidar das pessoas, de verdade”. 

ROBSON FRAGA / ASSESSORIA DE GABINETE

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Deputado critica sucessivas trocas de secretários na Saúde estadual

Enviando Comentário Fechar :/