Deputado cobra agilidade do TRE no cadastro biométrico de eleitores de MT

Apenas 87 municípios mato-grossenses concluíram a biometria. Outros 44 sequer iniciaram o registro

Deputado cobra agilidade do TRE no cadastro biométrico de eleitores de MT

O deputado estadual Valdir Barranco (PT) fez uso da palavra, durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), para cobrar agilidade do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado, o Desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, na disponibilização de pontos físicos de cadastro biométrico, para realizar o recadastramento de eleitores nos municípios mato-grossenses.

“Essa é uma preocupação muitos grande, afinal são muitos eleitores e eleitoras no Estado que ainda não fizeram cadastramento. O Tribunal Regional Eleitoral precisa, o quanto antes, organizar uma campanha intensa para informar toda a população sobre a necessidade desse cadastro biométrico. É obrigação e responsabilidade do TRE divulgar, realizar ações e disponibilizar mais pontos de recadastramento”, justificou o parlamentar.

As eleições de 2022 já estão chegando, e por isso é preciso que essa movimentação seja feita de uma maneira massiva para alcançar o maior número de eleitores, pois se o TRE deixar para a última hora, vai ser aquele tumulto e bagunça que virou o último cadastramento biométrico, com filas em todos pontos de atendimento. “A instalação de novas unidades de cadastramento biométrico precisa ser feita por todo o Estado, e isso demanda material técnico apropriado e pessoal treinado para o serviço, porém o custo de todo esse trabalho que se tem se torna ínfimo frente a missão de tornar o acesso a democracia de fato democrático”, explicou.

Além disso, a importância do voto em um sistema democrático é central, pois é a partir deste direito político que o cidadão irá exercer o poder, indiretamente, através da escolha dos seus representantes, que por sua vez exercem o poder em seu nome, propondo soluções políticas para município, estado e país.

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso iniciou o cadastramento biométrico do eleitorado em novembro de 2011.De lá para cá, 87 municípios mato-grossenses já concluíram a revisão com coleta biométrica. Em outros 10, o cadastro biométrico do eleitor foi iniciado de forma ordinária, ou seja, sem caráter obrigatório. O problema é que devido a pandemia do Covid-19, o serviços seguem suspensos, com isso 44 municípios de Mato Grosso sequer iniciaram o cadastro. Segundo o site do TRE, a previsão é que o cadastramento biométrico de todos os eleitores de Mato Grosso seja concluído ainda em 2021.

Pedro Velasco

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Deputado cobra agilidade do TRE no cadastro biométrico de eleitores de MT

Enviando Comentário Fechar :/