Barranco quer regularização fundiária, educação e garantia de direitos para os servidores

Com pouco mais de 70 dias de mandato, parlamentar faz corpo a corpo nos municípios para atender demandas

Barranco quer regularização fundiária, educação e garantia de direitos para os servidores

Desde que assumiu o mandato, o deputado estadual Valdir Barranco tem focado em três pontos: campo, justiça social e educação. Para atender essas demandas, tem participado de inúmeras reuniões no gabinete e percorrido cidades do interior de Mato Grosso para contato direto com lideranças políticas, movimentos sociais e, sobretudo, com os pequenos agricultores. 

Barranco tem lutado pela regularização fundiária, tanto rural quanto urbana. Segundo ele, esse é um dos graves problemas sociais. “A falta de títulos atinge tanto o homem do campo quanto o da cidade. Por todo o estado, encontramos assentados com mais de 20 anos na terra e que ainda não têm a escritura definitiva”, observou. De acordo com o deputado, na área urbana, o quadro também é crítico: mais de 70% dos imóveis em Várzea Grande e pelo menos 60% dos que estão em Cuiabá não têm escritura.

Barranco já visitou, em pouco mais de 70 dias, 62 cidades. Esteve nas regiões sudeste, Araguaia e norte. Em Sinop, por exemplo, participou de reunião com dirigentes da Companhia Energética Sinop (CES) para tratar do reassentamento de 244 famílias dos PAs 12 de Outubro, localizado no município de Cláudia, e  Wesley Manoel dos Santos, em Sinop, que serão atingidas pelas barragens da Usina Hidrelétrica (UHE) que está sendo construída pela CES. 

Outra preocupação do deputado Valdir Barranco diz respeito à saúde pública. Ele critica o atraso no repasse para os hospitais filantrópicos e conveniados, entre eles o Hospital de Câncer. “O HC mantém 106 leitos e faz cerca de 700 procedimentos por dia, isso sem falar nos atendimentos externos. O último convênio com o Estado foi assinado em 2015, no valor de R$ 650 mil. Um outro, de R$ 870 mil, continua aguardando assinatura. A última verba foi repassada ao HC – R$ 1,6 milhões – no governo passado. Isso não pode continuar”.

Na educação, o que mais preocupa são os problemas de infraestrutura nas escolas. Paredes rachadas, falhas elétricas e hidráulicas, além da falta de pintura são comuns no interior do estado. Algumas escolas começaram a ser recuperadas, mas as obras estão paradas há mais de um ano, como a Tancredo Neves, em Carlinda. 

Valdir Barranco também está trabalhando pela valorização do servidor público. Tem usado a tribuna da AL para a garantia dos direitos trabalhistas dos servidores, como salários em dia e o pagamento do RGA em 2017. “O governo anterior tinha orçamento menor e não atrasava salários. Além disso, garantia a RGA dos servidores, o que o atual teima em negar. Vou lutar até o fim para garantir os direitos dos trabalhadores”.

Em números finais, desde setembro deste ano, quando assumiu seu mandato, o deputado apresentou à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa 10 requerimentos, 4 indicações, 1 projeto de lei e 2 moções de aplausos. Suas emendas, no valor de R$ 5,3 milhões, já foram apresentadas e serão destinadas a 60 municípios, cooperativas e sindicatos. “Tentei ser o mais justo possível e atender o maior números de cidades, cooperativas e sindicatos”, ponderou.

Robson Fraga

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Barranco quer regularização fundiária, educação e garantia de direitos para os servidores

Enviando Comentário Fechar :/