Barranco investiga paradeiro da verba salarial cortada dos professores em greve

Mauro Mendes terá que explicar o destino do dinheiro referente ao ponto dos professores

Barranco investiga paradeiro da verba salarial cortada dos professores em greve

Conforme a decisão do governador do Estado, Mauro Mendes (DEM), de cortar os pontos dos servidores da Educação, o deputado estadual, Valdir Barranco (PT), abriu um requerimento exigindo que o chefe do executivo prestasse contas a respeito do dinheiro que deveria estar sendo destinado aos professores.

No documento, o petista solicita além de Mendes, um posicionamento da secretária da Educação, Marioneide Kliemaschewsk.

“Quero apresentar aqui, um requerimento direcionado ao governador e a secretária de Educação, Marioneide, para que ambos prestem informações a esse parlamento sobre o que está sendo feito com os recursos que deveriam estar sendo utilizados para o pagamento dos profissionais da Educação e que tiveram os pontos cortados”, disse Valdir durante plenária na Casa de Leis.

 De acordo com o parlamentar, utilizar o dinheiro destinado a Educação para outras finalidades, configura-se em improbidade administrativa e, que após denúncias de servidores, fez-se necessário formalizar o requerimento.

“Em observância a lei 11.494 de 20 de junho de 2007, que regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), nós temos regramento para os gastos e investimentos dos recursos públicos da Educação. É claro o que se pode e o que não pode fazer com o dinheiro destinado a Educação”, explicou.

Amanda Caroga - Muvuca Popular

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Barranco investiga paradeiro da verba salarial cortada dos professores em greve

Enviando Comentário Fechar :/