Audiência debate políticas preventivas em educação e segurança para jovens

Evento será realizado nesta segunda-feira, às 14h30, no Auditório Milton Figueiredo

Audiência debate políticas preventivas em educação e segurança para jovens

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso promove nesta segunda-feira (13.02), às 14h30, no auditório Milton Figueiredo, uma audiência pública para debater a formação de jovens por meio de políticas preventivas envolvendo as áreas de educação e segurança pública. De iniciativa do deputado Valdir Barranco (PT), o tema é de grande repercussão, pois, além unir as pastas de Educação e Segurança Pública, tem reflexos em todas as camadas sociais.

"A violência e o uso de drogas levam à degradação humana e até mesmo à morte. São problemas que se manifestam em todas as classes sociais e a cada dia fazem mais vítimas em nosso estado. Vitimizam pessoas de todas as idades, mas em grande parte jovens, muitas vezes em âmbito familiar, no caso da violência doméstica, e nas escolas e fora delas quando falamos de drogas e entorpecentes. Assim sendo, a escola - que é um espaço de formação e que agrega o que se tem de mais precioso em nosso estado, a juventude, não pode ficar sem a devida proteção dos agentes públicos", argumenta Valdir Barranco.

Para o parlamentar, um dos papéis das escola é a construção da cidadania com direitos humanos, observando a dimensão cultural e ética do processo educativo. Para tanto, políticas e projetos ligados à educação e segurança pública são fundamentais para que a cultura da paz seja desenvolvida.

Conforme o estudo Atlas 2016, realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o número de mortes de jovens em Mato Grosso cresceu 54,3% entre 2003 e 2014. Em dez anos, foram registrados 5.128 assassinatos de jovens na faixa etária entre 15 e 29 anos. O mesmo levantamento aponta que a probabilidade de um jovem ser vítima de homicídio é menor para aqueles com grau de instrução mais elevado. “As chances de um indivíduo com até sete anos de estudo sofrer homicídio no Brasil são 15,9 vezes maiores do que as de alguém que ingressou no ensino superior, o que demonstra que a educação é um verdadeiro escudo contra os homicídios”, ressalta trecho do Atlas 2016.

A audiência pública “Formação de Jovens com Políticas Preventivas e Segurança Pública” contará com a participação, já confirmada, de servidores e representantes das Secretarias de Estado de Educação (Seduc), Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Conselho Estadual de Educação (CEE), Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep) e Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

Secom/ALMT

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Audiência debate políticas preventivas em educação e segurança para jovens

Enviando Comentário Fechar :/