AL lamenta morte do pai do deputado Valdir Barranco

Roque Barranco faleceu vítima de pancreatite na madrugada da última quinta-feira (4). Ele lutava contra a doença há três anos

AL lamenta morte do pai do deputado Valdir Barranco

O corpo de Roque Barranco Poncio, pai do deputado estadual Valdir Barranco (PT/MT), foi enterrado na manhã de hoje (4.11) no cemitério municipal de Nova Bandeirantes. Ele faleceu vítima de pancreatite na madrugada da última quinta-feira (3). Seu Roque lutava contra a doença há três anos.

Nota de Valdir Barranco

Ele partiu, depois de cumprir sua linda missão na terra. O petista Roque Barranco Poncio veio ao mundo já revolucionário, desafiado a lutar contra as injustiças e em favor do que é direito desde seus primeiros dias de vida. Nasceu no dia 13 de setembro de 1941 e por um erro de cartório foi registrado em 20 de setembro, este foi seu primeiro motivo para não aceitar o que é errado.

Na ditadura militar atuou nos movimentos progressistas da igreja católica e sindicalizou-se ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais para lutar contra a opressão dos patrões da fazenda em que trabalhava no cultivo de café no estado do Paraná. Em 1983 buscou outro desafio, com seus oito filhos, seu pai já idoso e a esposa Elza Barranco, juntamente com a família Polato rumou para Nova Bandeirantes em uma viagem que durou seis dias de caminhão. Na selva amazônica juntou-se a outros pioneiros para buscar a construção de dois sonhos: ter um pedaço de terra e dar uma vida mais digna a sua família.

Em 2010 perdeu o seu primeiro e único amor (como ele sempre fez questão de afirmar) a esposa Elza Barranco, com a qual conviveu na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, nas vitórias e nas derrotas por quarenta e oito anos.
Jamais superou essa perda. Em 2013 acometido de uma pancreatite passou 55 dias na UTI, se restabeleceu e nos deu a alegria de conosco conviver, nos aconselhar e nos ensinar muitas coisas que não se aprende nos livros, na faculdade ou na Internet.

Na segunda feira, 31 de outubro sofreu uma nova crise de pancreatite e foi internado no hospital municipal de Nova Bandeirantes, sendo transferido para o Hospital Jardim Vitória, de Guarantã do Norte, onde seu filho Claudemir Barranco é médico. Na manhã do dia 02 de novembro, feriado de finados foi transferido para a UTI em Sinop e na madrugada do dia 03 de novembro bateu asas e buscou a liberdade que tanto exaltou enquanto defensor dos que mais necessitavam. Foi juntar-se aos seus pais e irmãos e principalmente ao seu grande amor Elza Barranco.

Pra cada um que teve a oportunidade de conviver com ele deixou o legado da fé em Deus e nos homens. Deixou o exemplo de homem pobre, que do suor do rosto e dos calos das mãos produzidos pelo cabo da enxada, dedicou-se a buscar condições para educação dos filhos em tempos em que quase nunca isso era tratado como prioridade.

Sua última missão foi rezar muito para que seu filho superasse uma grande injustiça e pudesse tomar posse como deputado estadual por Mato Grosso. Após ter suas preces atendidas fez questão de expressar sua enorme alegria.

Vai em paz meu pai! Haveremos de honrar seu nome e lembrar sempre de seus ensinamentos.

* Roque Barranco Poncio (13/09/1942 - 03/11/2016)

Robson Fraga

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para AL lamenta morte do pai do deputado Valdir Barranco

Enviando Comentário Fechar :/